Início Gravidez Gravidez semana a semana: 1ª a 3ª semana

Gravidez semana a semana: 1ª a 3ª semana

-

Depois de fazer o teste de gravidez e ter a confirmação de que você vai ser mamãe, surge a ansiedade para ver sua barriga crescendo, mas esta não é a única mudança notável para uma gestante. Que tal, então, saber mais sobre o desenvolvimento da gravidez semana a semana?

Este artigo dá início a uma série do nosso blog em que vamos abordar todos os detalhes sobre cada semana de gestação.

Para começar, vamos falar sobre as três primeiras semanas de gravidez, quando muitas mulheres ainda não sabem que estão grávidas.

Mesmo nessa fase inicial, uma série de mudanças e adaptações estão acontecendo em seu organismo e, se você as entende, fica muito mais fácil estar preparada para as fases seguintes.

Desenvolvimento do bebê

O desenvolvimento fetal, ao contrário do que pode parecer para quem se baseia somente no tamanho da barriga de grávida, se dá semana após semana. 

Entre uma semana e outra, várias transformações podem acontecer e você precisa ficar atenta para reconhecê-las ou, pelo menos, saber o que está acontecendo em seu organismo internamente, mesmo que aparentemente nada seja notado. 

O processo gestacional dura aproximadamente 40 e pode chegar até a 42 semanas e, no início dele, podem se passar algumas semanas até que a possibilidade de gravidez seja positiva.

O parto costuma ocorrer entre a 38ª e a 42ª semana sem que haja maiores riscos tanto para a mãe quanto para o bebê. 

Os problemas passam a existir tanto quando o parto ocorre antes da 38ª semana quanto quando ele passa da 42ª.

Por isso é tão importante saber quando ocorreu a concepção e acompanhar o desenvolvimento do seu bebê semana a semana.

Assim, você vai ficar mais tranquila e menos sujeita a fatores inesperados. Então, é fundamental manter o acompanhamento pré-natal em dia. 

Conheças as fases da sua gravidez

O conhecimento sobre as fases de desenvolvimento do seu bebê e sobre as mudanças que vão ocorrendo gradativamente no seu corpo vai te ajudar a viver mais intensamente e aproveitar esse momento único. 

As primeiras semanas são o período em que surgem mais dúvidas, pois a futura mamãe ainda está se acostumando à ideia de estar grávida.

Além disso, não há nenhuma prova irrefutável da gravidez até que você faça o teste. Muitos dos sintomas que podem indicar um início de gestação não são exclusivos dessa condição. 

Por essas e outras razões, a ansiedade é inevitável, principalmente se for o seu primeiro bebê. 

Mas ler muito sobre o assunto e levar suas dúvidas ao seu médico são atitudes que vão te ajudar a lidar com essa ansiedade e a saber o que fazer para que seu bebê tenha um desenvolvimento saudável.  

Essa série de artigos sobre o desenvolvimento da gravidez semana a semana tem exatamente o objetivo de te ajudar a vivenciar essa fase tão importante da sua vida. 

A partir de agora, a cada semana publicaremos um novo artigo no blog com informações sequenciais sobre cada semana da gestação.

Se você estiver no início da sua gravidez, poderá acompanhar cada momento junto com as nossas publicações!

Então, vamos ao que mais interessa. Nos próximos tópicos, você vai saber o que acontece em seu organismo nas três primeiras semanas de gestação.

Primeira semana de gravidez

A primeira semana de gravidez é contada pelos médicos a partir do início do seu ciclo menstrual

A data do início da sua última menstruação éo marco inicial da gestação a fim de obter maior precisão para definir a data prevista para o parto.

Quanto mais regular for o seu ciclo, maiores as chances de obter precisão quanto à data do início da sua gravidez.

Nesta primeira semana, os hormônios estão em queda, mas não demorarão a se elevar para dar continuidade ao ciclo.  

Neste momento, seu corpo está se preparando para a fecundação, que ocorre muito provavelmente na segunda semana, ainda que não haja uma confirmação do momento exato dela.

Segunda semana de gravidez

A partir do 12º dia do ciclo ocorre a ovulação, ou seja, o óvulo amadurece no ovário até o o folículo se romper e ser liberado para as trompas. 

É lá que o óvulo permanece até a chegada do espermatozóide. Mas esse período de espera pelo espermatozóide é curto, quase sempre 24 horas.

Caso o espermatozóide não chegue, o óvulo se desfaz e todo o ciclo menstrual se reinicia posteriormente. 

Você já deve ter ouvido falar sobre a “corrida dos espermatozóides”. A jornada deles para chegar ao óvulo é árdua e só conseguem se aproximar dele os espermatozóides mais fortes e saudáveis. 

Estes últimos, ao chegarem às trompas, onde está o óvulo, buscam adentrá-lo, mas somente um deles consegue.

Isso ocorre porque, assim que um espermatozóide entra, há uma mudança na superfície do óvulo que impede a penetração dos demais.

Então, há uma fundição entre os dois núcleos e a combinação do DNA do pai e da mãe do bebê. 

É esse momento que chamamos de fecundação e é o que ocorre na segunda semana de gestação. 

Terceira semana de gravidez 

Depois que a fecundação ocorre, forma-se um zigoto, desenvolvido através da combinação de DNA dos futuros pais do bebê.

É essa combinação que vai definir as características físicas da nova vida que acaba de se formar.

Na terceira semana de gravidez, as células que se encontraram começam um processo de multiplicação e se dividem muito rapidamente à medida que vão avançando rumo ao útero. 

A chegada ao útero ocorre entre o 7º e o 17º dia após a fecundação. No útero, é possível encontrar um lugar macio e de grossa espessura para a fixação no endométrio. 

Quando essa fixação ocorre, tem início o processo de nidação, que pode provocar ou não um sangramento visível.

O sangramento acontece porque, o embrião faz um movimento parecido com um tipo de “escavação”, para conseguir se fixar dentro do útero. 

Esse movimento tem o objetivo de evitar o abortamento por descolamento. Por isso, a fixação pode demorar algum tempo.

Após a fixação, é possível identificar no organismo feminino o HCG (Ganadatrofina Cariônica Humana), o hormônio da gravidez. 

É a presença desse hormônio na urina que faz os testes de gravidez darem positivo. 

A partir de então, o zigoto se divide em duas partes: uma delas se desenvolverá formando o bebê e a outra a estrutura de que ele precisa para se desenvolver, como a bolsa de líquido amniótico. 

Diante de todos esses acontecimentos, fica clara a importância da terceira semana de gestação para o surgimento do futuro bebê. 

Como a mamãe se sente nesse período

Como vimos, a nidação pode acarretar um pequeno sangramento durante a terceira semana de gestação, mas ela também pode ser identificada com o aparecimento de um corrimento rosado. 

Muitas mulheres não apresentam esse sangramento/corrimento, mas quando ele aparece, é hora de fazer o teste de gravidez.

Às vezes, o sangramento de nidação é confundido com a menstruação, mas não há um fluxo e ele não dura mais que dois dias. 

Se você está tentando engravidar, esse momento de incerteza até que você possa fazer o teste de farmácia ou de laboratório pode gerar sensações emocionais ligadas à ansiedade. 

Aguente firme! A gravidez representa grandes mudanças, mas isso não significa que seja um processo difícil. 

Muito pelo contrário, ela pode e deve ser um período muito agradável, feliz e de ótimas expectativas.

Quanto aos sintomas físicos, o primeiro que aparece logo nesta fase de fixação do zigoto são as cólicas.

Elas podem persistir ao longo de todo o primeiro trimestre de gravidez e, a menos que sejam muito fortes, não devem gerar uma preocupação. 

Também podem ocorrer alterações no olfato e no paladar e o aumento da sensibilidade nas mamas.

Curiosidades desse período

Veja abaixo as respostas para algumas curiosidades comuns a respeito desta fase inicial da gestação. 

Qual é o peso do bebê nas primeiras semanas?

Como nas três primeiras semanas o feto em si ainda não se estabeleceu dentro do útero, ainda não é possível calcular o seu peso. 

O peso costuma ser relevante a partir da 8ª semana, quando o feto pesa aproximadamente um grama. 

Qual é o tamanho do bebê nas primeiras semanas?

Nessas primeiras semanas, o embrião ainda é muito pequeno, medindo apenas cerca de 0,15 milímetros. ou seja, ele é menor do que uma semente de chia. 

Quais cuidados deve se tomar com relação à alimentação?

A redução da ingestão de açúcares e gorduras deve ser mantida não só nas primeiras semanas, mas ao longo de toda a gravidez. 

Além disso, é muito importante evitar também os alimentos mal cozidos

Devo parar de fazer atividades físicas?

Atividades físicas de grande impacto que envolvem lutas ou saltos devem ser evitadas, mas, em geral, não há restrições quanto às caminhadas, corridas e natação.

Informações gerais sobre as primeiras semanas

  • Semana: 1ª à 3ª;
  • Equivalem ao primeiro mês de gravidez;
  • Na primeira semana a contagem começa a partir do início da última menstruação;
  • É a partir do cálculo das semanas de gestação que se pode definir a data provável do parto;
  • Na primeira semana, ocorre efetivamente a fecundação e há uma mistura do DNA do pai e da mãe do bebê;
  • Então, na segunda semana, o zigoto chega ao útero e se fixa no endométrio;
  • Na terceira semana, a nidação pode gerar um sangramento ou corrimento rosa.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Também

Exame de curva glicêmica. Entenda a importância

Curva glicêmica: O que é e qual a sua importância

0
Toda gestante deve fazer o acompanhamento pré-natal em dia e realizar todos os exames solicitados por seu médico, garantindo, assim, um desenvolvimento saudável para...
Desenvolvimento de gravidez semana a semana

Desenvolvimento da gravidez semana a semana: 4ª semana

0
Na semana passada demos início a uma série de artigos sobre o desenvolvimento da gravidez semana a semana aqui no blog.  No primeiro artigo da...
Tabela chinesa para descoberta do sexo do bebê

Tabela chinesa: Entenda o que é e como funciona

0
Depois de fazer o teste de gravidez e ter a certeza de que o seu bebê está a caminho, você quer preparar tudo para...
Desenvolvimento da gravidez semana a semana

Gravidez semana a semana: 1ª a 3ª semana

0
Depois de fazer o teste de gravidez e ter a confirmação de que você vai ser mamãe, surge a ansiedade para ver sua barriga...
Diabete gestacional: Quando se preocupar?

Diabetes Gestacional: Sintomas, causas e tratamento

0
O diabetes gestacional é um problema relativamente comum que, nas últimas décadas, tem apresentado um aumento progressivo. Dependendo da localidade, entre 2 e 15% das...