InícioEducação InfantilGuia com 9 passos para fazer seu filho dormir sozinho

Guia com 9 passos para fazer seu filho dormir sozinho

-

Você quer fazer seu filho dormir sozinho, mas ele sempre pede para dormir com você e mostra resistência quando você sugere que ele vá para o próprio quarto. O que fazer?

A educação infantil, com o estabelecimento de regras e limites é um grande desafio até para os pais mais experientes. 

Isso porque é muito difícil encontrar o equilíbrio entre o acolhimento das inseguranças infantis e o incentivo para a superação de cada uma delas.

É por isso que, neste artigo, vamos enumerar nove dicas para que você consiga fazer seu filho dormir sozinho sem aumentar ainda mais os medos e inseguranças dele.

Mas, antes disso, vamos falar sobre a importância de ter uma rotina de sono e de evitar que as crianças durmam com os pais. 

Confira os próximos tópicos.

A importância de ter uma rotina do sono

Criar uma rotina de sono é tão importante para os adultos quanto para as crianças, mas é  especialmente indicado para que as crianças se acostumem a essa rotina porque assim, posteriormente, elas não terão dificuldades em cultivar este hábito saudável.

Quando você cria uma espécie de ritual para a hora de ir dormir, o seu organismo e o seu subconsciente compreendem que precisam se preparar para esse período de descanso.

O mesmo ocorre com as crianças, que começam a entender desde muito pequenas quando é a hora de dormir, se os pais estimulam essa rotina preparatória. 

Isso significa que a rotina é muito importante para uma boa noite de sono. Não é recomendado, portanto, ir para cama em horários diferentes a cada dia.

Respeite essa regra e isso vai facilitar a tarefa de fazer o seu filho dormir sozinho.

Por que evitar que as crianças durmam com os pais?

É comum que as crianças peçam para dormir com os pais, principalmente se esse era um hábito enquanto elas eram bebês.

Tudo bem, se você permite que seu filho passe a noite com você esporadicamente porque ele teve um pesadelo ou por algum outro motivo específico.

O que não é saudável é tornar isso um hábito. Dormir todas as noites com os pais atrapalha o desenvolvimento emocional da criança.

Esse hábito estimula a dependência e não a autonomia e pode ter consequências até na vida adulta do seu pequeno.

- Continua Depois da Publicidade -

Além disso, o quarto dos pais é um ambiente pessoal e íntimo. E não estamos falando apenas da possibilidade da presença da criança atrapalhar a sua vida sexual.

Esse também é o espaço em que o casal pode conversar assuntos que não devem ser compartilhados com as crianças, como os problemas que enfrentaram durante o dia.

Quando a criança fica o tempo inteiro na companhia dos pais, inclusive à noite, ela acaba absorvendo questões que são assuntos de adulto e que ela ainda não pode compreender nem ajudar a resolver.

Isso a tira de seu universo infantil e a faz se sentir impotente e preocupada.

Por outro lado, ter o próprio espaço ajuda as crianças a desenvolverem a própria identidade e cultivar gostos e hábitos. 

É tarefa dos pais incentivar o vínculo afetivo delas com o próprio quarto, permitindo que organizem os brinquedos e roupas da maneira que mais gostam e que decorem o espaço a seu modo.    

Ter o próprio quarto é maravilhoso e quanto mais cedo a criança se entusiasmar com isso, melhor será para o seu desenvolvimento pessoal.

Passo a passo para fazer seu filho dormir sozinho

Muitas mães não admitem, mas, no fundo, elas próprias gostam da dependência do filho e se sentem bem com a presença deles durante o sono.

Mas agora você já sabe por que é importante incentivar a criança a dormir em seu próprio quarto e que o hábito de dormir com os pais pode prejudicar e muito o desenvolvimento dela.

Vamos, então, listar uma série de dicas que vão facilitar esse processo. Confira nos próximos subtópicos. 

 Crie uma rotina do sono 

Falamos anteriormente sobre a importância de ter uma rotina de sono. Trata-se de um ritual, uma preparação para o momento de descanso que deve ser repetido diariamente.

Isso vai ajudar a  preparar a criança para ir para a própria cama sem que o momento de se despedir dos pais seja associado a um fator negativo.

Então, a rotina do sono pode se traduzir em hábitos como tomar um banho morno, escovar os dentes, arrumar a cama, vestir o pijama e ler uma história.

Esse ritual sempre se repete no mesmo horário e cerca de uma hora antes da criança ir para a cama.

O hábito diminui os níveis de estresse e ajuda a criança a se adaptar sem considerar negativa a chegada da hora de dormir.

 Promova a prática de atividades físicas durante o dia

- Continua Depois da Publicidade -

Comprovadamente, a atividade física melhora a qualidade do sono tanto em adultos quanto em crianças.

Se a criança aprende a praticar atividades físicas durante o dia desde pequena, certamente ela será um adulto bem mais saudável. 

Estimular que seu filho pratique atividades físicas vai não só melhorar a noite de sono dele, como também desenvolver a musculatura e a coordenação motora e promover a socialização.

É claro que o exercício físico deve ser apropriado para a idade da criança e também deve ser uma atividade divertida, se possível sendo encarado como uma diversão e não uma obrigação. 

 Elimine as distrações na hora de dormir

Estímulos como TV, tablet e smartphone no período que antecede a hora de dormir são muito prejudiciais para as crianças porque afetam os hormônios e o desenvolvimento infantil. 

Então, restrinja o acesso do seu filho aos eletrônicos pelo menos uma hora antes do momento de ir para a cama.

Uma boa alternativa para que ele não fique pedindo para assistir vídeos ou jogar videogame é cultivar o hábito da leitura.

Leia para seu filho antes de dormir até que ele mesmo consiga escolher e fazer as próprias leituras. 

Muitas crianças insistem em dormir com os pais porque têm dificuldade em pegar no sono e se sentem sozinhas até conseguirem dormir. 

Então, o cultivo do hábito da leitura e a eliminação de estímulos como os eletrônicos são ótimas estratégias para facilitar a missão de fazer seu filho dormir sozinho.

4 Ao anoitecer, apague todas as luzes

Essa dica tem tudo a ver com a primeira, sobre a criação de uma rotina de sono. A diminuição da exposição à luz elétrica também ajuda o subconsciente infantil a se preparar para a hora de dormir. 

Essa também é uma questão hormonal: quanto maior a exposição à claridade, menores os níveis de melatonina, o hormônio responsável pelo sono. 

Mas, se seu filho tem medo do escuro, é melhor manter alguma luz mais fraca acesa do que levá-lo para o seu quarto.

Compre uma luminária infantil ou abajur que são concebidos especificamente para esses casos. Você pode apagá-la depois que a criança pegar no sono.

 Conte histórias e cante músicas

Falamos anteriormente sobre o hábito da leitura, que ajuda muito a criança a pegar no sono. Mas, além de ler para ela, você pode recorrer a histórias que você guarda na memória.

- Continua Depois da Publicidade -

As narrativas encantam os seres humanos de todas as idades. Pense, por exemplo, nos best sellers e no sucesso do cinema e das séries de TV.

Com as crianças acontece o mesmo processo. Contar histórias as ajuda a deixarem de lado suas preocupações como, por exemplo, o medo do escuro.

A criança irá para outro universo o que pode tornar o momento de ir dormir muito mais agradável e divertido.

O mesmo ocorre com as canções. Cantar para as crianças ou com elas é um hábito eficaz na rotina diária de preparação para o sono. 

Inclusive podem ser utilizadas as canções de ninar, que ajudam a criança a relaxar e se sentir tranquila. 

6 Deite-se com a criança até ela ficar sonolenta

É natural que a criança sinta a necessidade da presença da mãe na hora de  dormir e não há problema algum em passar um tempo com ela.

Você pode se deixar ao lado da criança para contar uma história, cantar uma canção ou, simplesmente, conversar.

Quando a criança estiver sonolenta é a hora de se despedir. Não espere que ela pegue no sono nem a engane dizendo que vai passar a noite com ela.

Nesses casos, a criança pode acordar assustada e chorar por estar sozinha. Isso pode atrapalhar o seu desenvolvimento.

Por esta razão é importante que a criança tenha consciência de que terá um momento com a mãe antes de dormir, mas que você vai para o seu próprio quarto depois disso.

Ajude seu filho a enfrentar o medos

Afirmações do tipo “você já é bem grandinho para ter medo de monstros” só atrapalham o desenvolvimento da criança e pioram a situação. 

Prefira entender as razões pelas quais a criança tem medo. Se ela está com medo do monstro que ela viu no desenho animado, tente fazê-la se lembrar de que o mocinho certamente enfrentou e venceu esse monstro e que ela pode fazer a mesma coisa.

Talvez também seja a hora de selecionar melhor a programação a que seu filho assiste.

Caso a criança tenha medo de que uma pessoa estranha entre na casa, tente entender se ela ouviu alguma história sobre invasões e destaque que as portas estão trancadas e que ela está em um ambiente seguro. 

Enfim, o segredo é entender as razões pelas quais o seu filho está com medo e incentivá-lo a enfrentar essa sensação.

Escolha frases como “você é forte o suficiente para enfrentar qualquer problema” e “você consegue lidar com isso”.

 Estimular a autoconfiança da criança é muito melhor do diminuí-la que por sentir medo.

 Deixe uma naninha com seu filho

É realmente comovente o apego que as crianças desenvolvem por seus bichinhos de pelúcia e outros brinquedos.

As conhecidas naninhas podem ser um bicho de pelúcia, uma fralda de pano ou um pequeno cobertor ao qual a criança se abraça na hora de ir dormir.

Esses objetos ajudam a criança a não se sentir sozinha, além de criarem uma sensação de aconchego e acolhimento. 

Muitos especialistas dizem até que a criança se sente responsável por cuidar do bichinho de pelúcia e isso estimula sua autonomia e segurança. 

 Ajude seu filho a criar autonomia durante o dia

Uma criança que se sente segura para realizar as próprias tarefas durante o dia, certamente não se mostrará tão vulnerável na hora de ir dormir.

Por isso é importante incentivá-la a fazer sozinha atividades apropriadas para a sua idade, sem a ajuda de um adulto. 

Isso vai fazê-la se sentir capaz e segura de si. Você pode começar por tarefas como se vestir, comer e arrumar o quarto e, mais tarde, incentivá-la a ajudar com outras tarefas domésticas. 

Quando a criança tem alguns momentos de solidão durante o dia, quando os pais estão em outros ambientes da casa, é mais fácil que ela se acostume a ficar no próprio quarto à noite. 

Dicas extras

Crianças são muito insistentes e também aprendem a ser convincentes. Então, você deve se posicionar com firmeza quanto à necessidade de fazer seu filho dormir sozinho.

Você não estará sendo uma “péssima mãe” por não ceder um cantinho da sua cama para a criança. Pelo contrário, você estará priorizando o desenvolvimento e a autonomia dela. 

Se a criança bater em sua porta no meio da noite, o melhor a fazer é acompanhá-la de volta ao próprio quarto e conversar um pouco sobre essa necessidade de companhia.

Entender os sentimentos e pensamentos do seu filho é sempre um bom caminho para educá-lo da melhor forma possível.

Se a criança sente muito medo ou resiste a ficar sozinha no próprio quarto, você pode deixar a porta do seu quarto aberta e afirmar algo como “eu estou aqui do lado, se precisar de mim, é só me chamar”. 

Proibir o seu filho de ir até você quando ele sente medo não é um bom caminho para fazê-lo superar o problema.

Quando a criança sabe que a presença da mãe está ao seu alcance, ela se sente mais segura, mas é importante que ela entenda os benefícios de ter o próprio espaço. 

Portanto, estabeleça regras, explique-as ao seu filho, faça combinados com ele (cumprindo o que você promete) e mantenha sempre o diálogo. 

Fazer seu filho dormir sozinho não é tão difícil quanto pode parecer. Siga as nossas dicas e depois nos conte nos comentários quais delas estão funcionando melhor com o seu pequeno. Até o próximo post!

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Também

O que é o método BLw

Método BLW: O que é e como fazer?

0
Se o seu bebê está prestes a completar seis meses de idade e só se alimenta com o leite materno, está chegando o momento...
Desenvolvimento da 11º semana de gestação

Desenvolvimento da gravidez:11ª semana de gestação

0
O fim do terceiro trimestre se aproxima e hoje é dia de falar sobre a 11ª semana de gestação em nossa série sobre o desenvolvimento...

Oii mamãe, voce deseja receber nossas novidades em seu email?