InícioSaúde da MulherMenstruação Atrasada: Algumas causas mais comuns

Menstruação Atrasada: Algumas causas mais comuns

-

Sua menstruação atrasou e você desconfia de uma possível gravidez? Ou você usa algum método contraceptivo e não consegue entender a menstruação atrasada?

A gravidez é sempre a primeira coisa que vem à mente, pois tem o atraso menstrual como seu sinal mais evidente. Mas, na verdade, esta é apenas uma das possibilidades. 

São muitos os fatores que podem culminar em uma menstruação atrasada, com destaque para os hormonais e os emocionais. 

É claro que, se você teve uma relação sexual desprotegida alguns dias antes de notar o atraso, vale a pena fazer o teste de gravidez.

Se você fizer o teste e o resultado for negativo, você pode repeti-lo cerca de sete dias depois, já que o hormônio da gravidez pode demorar algum tempo para se tornar visível em um exame. 

Caso o resultado do teste dê negativo pela segunda vez, é muito provável que um outro fator tenha causado o atraso. 

Neste artigo, vamos enumerar os principais fatores que podem ser a razão de uma menstruação atrasada para você verificar se algum deles se encaixa na sua situação. 

Vale lembrar a importância de uma consulta médica em caso de um atraso prolongado, já que ele pode variar muito.

Um atraso menstrual pode durar um dia, uma semana, um mês, dois ou até mais tempo. Quanto maior for esse tempo, maior será a necessidade de consultar o seu médico.

Veja abaixo as possíveis causas da menstruação atrasada. 

Menstruação atrasada é mesmo sinal de gravidez?

Sim, caso você esteja grávida, a menstruação atrasada com certeza será um dos sinais do processo de formação do seu bebê.

Toda mulher sexualmente ativa que tem sua menstruação atrasada deve considerar a possibilidade de gravidez e fazer o teste.

Ainda que você utilize métodos contraceptivos, lembre-se de que nenhum deles tem uma eficácia de 100%. Portanto, a gravidez é a primeira possibilidade a ser descartada.

Lembre-se também de que o sangramento de escape é bastante comum no primeiro trimestre de gestação. 

Então, se a sua menstruação atrasou alguns dias e depois você notou um sangramento um pouco diferente do que ocorre na menstruação ou com uma duração mais curta, ainda assim você pode estar grávida. 

- Continua Depois da Publicidade -

Caso você esteja grávida, o quanto antes você descobrir melhor será, tanto para a sua adaptação à novidade quanto para o desenvolvimento do próprio bebê.

Por exemplo, se você for ter um bebê, é importante evitar as bebidas alcoólicas desde o início da gestação. Para isso, é preciso ter a certeza de estar grávida.

Então, não espere que apareçam outros sintomas da gravidez, como enjoos, seios inchados, desejos alimentares ou aumento da frequência urinária.

Se existe a possibilidade de gravidez, faça o teste assim que você puder e o repita uma semana depois para ter certeza sobre o resultado.

Questões emocionais são mais comuns do que você imagina

As doenças emocionais ainda não são devidamente notadas pelo senso comum, mas estão tão presentes na vida cotidiana quanto qualquer outro problema de saúde.

Ao contrário do que possa parecer, o ciclo menstrual pode ser afetado por questões que nada têm a ver com o sistema reprodutor feminino. 

O estresse e a ansiedade são duas dessas possibilidades. Eles podem alterar a sua produção hormonal, que é controlada pelo hipotálamo, uma parte do cérebro. 

A influência emocional é tamanha que você pode, inclusive, não ovular em razão do estresse. Nesse caso, sua menstruação pode não ocorrer em determinado mês.

Ou seja, problemas como a ansiedade e o estresse não são “frescura” e precisam ser levados a sério, a começar por quem está passando por eles e muitas vezes não nota. 

São muitas as situações que você pode estar vivendo e que desencadeiam problemas emocionais: excesso de trabalho, uma prova difícil que você precisa fazer, um familiar doente, problemas familiares, financeiros ou profissionais, enfim, você precisa identificar uma possível fonte de estresse ou ansiedade. 

Se você não deseja ficar grávida no momento, mas acabou tendo relações sexuais sem proteção, a própria preocupação com uma possível gestação pode ser bastante estressante.

Nessa situação, o problema só piora caso você postergue a realização do teste de gravidez. A ansiedade gera o atraso menstrual que gera mais ansiedade.

Interrupção da utilização da pílula anticoncepcional 

Se você interrompeu o uso da pílula porque deseja ficar grávida ou porque a trocou por outro método contraceptivo, a menstruação atrasada pode ocorrer devido às mudanças hormonais. 

Quando você toma o anticoncepcional oral, sua menstruação é sempre regular, controlada pelos hormônios da pílula. O mesmo ocorre no caso dos implantes e das injeções. 

No caso de suspensão do método, o seu ciclo menstrual natural pode demorar um tempo para se regularizar.

- Continua Depois da Publicidade -

Você pode inclusive entrar em uma amenorreia e ficar meses sem ovular. Mas em algum momento a menstruação irá voltar sem que haja risco de infertilidade.

Normalmente, o ciclo menstrual se reorganiza naturalmente entre três e seis meses após a interrupção do uso da pílula. 

Mesmo assim, se sua menstruação está atrasada há mais de três meses, é muito importante relatar a situação ao seu ginecologista. 

Infecções e outras doenças

Como dissemos anteriormente, o ciclo menstrual pode ser afetado por questões não ligadas ao sistema reprodutor. 

Se você estiver doente, mesmo que não seja uma doença grave, a sua menstruação pode atrasar.

Isso pode acontecer, por exemplo, quando você tem uma gripe, uma amigdalite, uma infecção, virose ou cistite. 

Além da própria doença, os medicamentos ingeridos para curá-la também podem alterar o ciclo menstrual.

É o caso dos anti-hipertensivos, antidepressivos, corticóides, imunossupressores e antipsicóticos. 

Já os antibióticos normalmente não causam a menstruação atrasada, mas a infecção que gera a necessidade do uso do antibiótico pode causar.

Mudança de peso (menstruação atrasada)

Se você ganhou ou perdeu muito peso em um curto espaço de tempo, isso também pode desencadear uma menstruação atrasada. 

Isso acontece porque as células de gordura do corpo feminino têm participação na produção de estrogênio, que é o hormônio responsável pela maturação dos óvulos. 

Sendo assim, quando acontece uma alteração considerável na quantidade de gordura corporal, ocorre também uma alteração da quantidade de estrogênio. 

Nesse caso, é muito provável uma alteração na ovulação e na data de início da menstruação. 

Duas variações desse problema são a obesidade e a magreza excessiva. No primeiro caso, a grande massa de tecido gorduroso provoca o excesso de produção de estrogênio. 

Esse hormônio é necessário para a ovulação, mas quando há um excesso dele, também é provável uma inibição da liberação do óvulo. E sem a liberação do óvulo, você não menstrua. 

- Continua Depois da Publicidade -

No caso da magreza excessiva, a falta de tecido gorduroso diminui a produção de estrogênio, o que dificulta a ovulação.

É por isso que mulheres adeptas de dietas extremas ou que sofrem de anorexia podem não ovular em todos os meses, apresentando atraso menstrual e até o risco de amenorreia.

Excesso de atividades físicas

Esse é um fator mais raro, associado geralmente a mulheres que praticam atividades físicas em um nível profissional.

Ou seja, ir à academia com frequência e praticar esportes diariamente são hábitos saudáveis e não são considerados fatores que podem causar a menstruação atrasada.

O atraso menstrual decorrente da atividade física em excesso está mais associado às triatletas, ginastas, nadadoras e maratonistas.

Nos casos dessas mulheres, os treinos intensos associados à baixa taxa de gordura corporal são os responsáveis pela alteração no ciclo menstrual. 

Alterações na tireóide (menstruação atrasada)

O mau funcionamento e o funcionamento em excesso da tireóide (hipo ou hipertireoidismo) também alteram o ciclo menstrual. 

Mesmo quando detecta e controla o problema com remédios para a tireóide, as pequenas alterações hormonais ainda podem ser responsáveis por uma menstruação com atraso.

Erros de cálculo

Quando se tem um ciclo menstrual irregular, pode ser difícil calcular a data certa do início da próxima menstruação. 

Você pode acreditar que sua menstruação está atrasada em situações em que, por conta da irregularidade, ela apenas aparecerá dois ou três dias depois do que você previu.

Os atrasos de poucos dias podem ocorrer inclusive em mulheres que têm o ciclo regular, sem nenhum motivo aparente.

Síndrome dos ovários policísticos 

A síndrome dos ovários policísticos com frequência é acompanhada pela irregularidade do ciclo menstrual.

A produção de hormônios masculinos em excesso é a responsável por essa alteração e também pode causar o aumento de peso, mais um colaborador nos casos de menstruação atrasada. 

Amamentação

Quando o seu bebê acabou de chegar e você o está amamentandoo seu ciclo menstrual pode demorar a regularizar.

A chamada amenorreia transitória acontece por conta da amamentação, já que os hormônios responsáveis pela produção do leite materno são inibidores do retorno da ovulação. 

Quando o processo de desmame do bebê se inicia, a tendência é que o ciclo menstrual se regularize.

Menopausa

A menopausa é o período marcado pela desregulação do ciclo menstrual e a ausência de ovulação em alguns meses.

Normalmente, ela acontece entre os 45 e os 55 anos, mas pode também ocorrer antes. É a chamada menopausa precoce. 

Então, se você tem mais de 35 anos e a sua menstruação atrasa com frequência, é hora de procurar o seu ginecologista e considerar essa possibilidade.

Início recente do ciclo menstrual

Os primeiros ciclos menstruais de uma menina podem não ser regulares. Se a primeira menstruação (menarca) aconteceu há pouco tempo, os atrasos nos próximos ciclos geralmente não são um problema. 

Como nesses casos o sistema reprodutor ainda está em processo de amadurecimento, os atrasos podem ocorrer por um período de até dois anos.

Amenorreia (menstruação atrasada)

A amenorreia é caracterizada pelo atraso prolongado da menstruação e pode estar ligada a problemas no útero, nos ovários e até mesmo nas glândulas cerebrais responsáveis pela produção de hormônios sexuais.

Os médicos costumam afirmar que a amenorreia se difere da menstruação atrasada, pois quando você não menstrua por três meses ou mais já não há um atraso e sim alguma alteração mais acentuada no seu aparelho reprodutor. 

É claro que nesse caso você deve procurar o seu médico o quanto antes, para descobrir o que pode estar causando o bloqueio da sua ovulação.

Concluindo 

Citamos nos tópicos acima as principais causas de uma menstruação atrasada. É importante que você conheça o seu ciclo menstrual e fique atenta às alterações.

Se você está preocupada com um atraso no seu ciclo, não deixe de procurar o seu médico. Quanto antes detectado um problema de saúde, mais fácil será tratá-lo. 

Conte-nos nos comentários se você já teve problemas com a menstruação atrasada e como conseguiu resolvê-los. Até o próximo post!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Também

Anticoncepcional: tudo que você precisa saber

Anticoncepcional: tudo que você precisa saber

0
Você utiliza ou planeja utilizar o anticoncepcional? Este é um recurso que revolucionou a vida das mulheres positivamente, mas também tem efeitos colaterais.  Antes de...
Nona semana de gestação

Desenvolvimento da gravidez : 9ª semana de gestação

0
Chegamos a mais um post da nossa série sobre o desenvolvimento da gravidez semana a semana! E agora é hora de falar sobre a...

Oii mamãe, voce deseja receber nossas novidades em seu email?